Publicado em: Pecuária

Na pecuária de corte brasileira predominam os sistemas de produção baseados a pasto, que, quando bem planejados e conduzidos trazem grande vantagem competitiva no custo de produção da carne bovina. Porém, é no período da seca que os pastos apresentam as condições de maior desafio para a eficiência deste sistema de produção.

Com a chegada da seca e pelo próprio ciclo de maturação do capim, as pastagens perdem a qualidade nutricional rapidamente neste período, sendo necessária a utilização de estratégias nutricionais, com suplementação específica para essa época do ano, permitindo assim a manutenção de ganho de peso dos animais de recria.

“Frente a este desafio, a Phibro oferece a tecnologia V-MAX®, que adicionada a suplementação da seca ofertada para os animais, proporciona um incremento do consumo e o aproveitamento dos nutrientes da pastagem mesmo que seca, melhorando a conversão alimentar dos bovinos e, consequentemente, aumentando o ganho de peso médio diário durante a recria dos animais na seca”, explica Daniel Miranda, gerente de negócios corte da Phibro Saúde Animal.

Com a utilização desta suplementação específica para o período da seca é possível manter a boa performance de ganho de peso dos animais, durante este período crítico das pastagens, não interferindo no ciclo de produção do Boi 7-7-7, que preconiza a busca por animais atingindo 21 arrobas aos 24 meses.

V-MAX® é um aditivo à base de virginiamicina, fórmula exclusiva da Phibro, que proporciona comprovadamente maior ganho de peso e desenvolvimento da carcaça, gerando melhor aproveitamento dos nutrientes da pastagem, com redução da idade de abate e aumento da produção de arroba por hectare.