Publicado em: Pecuária

A habilidade materna é uma característica importante para os critérios de seleção dos animais Zebu. É essencial em qualquer raça, mas não é apenas a produção de leite que determina essa característica, como entende o médico veterinário Eduardo André. Também se considera o comportamento da matriz com a cria. Observam-se fatores como: proteção contra predadores, estímulo para o início da alimentação e os cuidados de mãe com o próprio animal. “Nas primeiras horas após o parto já é possível avaliar se a vaca tem a habilidade. Proteger, lamber, direcionar a cria para mamar o colostro são atitudes para a sobrevivência e para uma futura boa desmama do filhote”, ressalta.

Sobre a habilidade materna, Eduardo explica que ela consiste na capacidade de uma matriz de propiciar as melhores condições à cria desde o ambiente intrauterino ideal ao desenvolvimento do feto, bem como facilidade no parto e, ainda, cuidar e amamentar sua cria, saudável e pesada, até a desmama.

Existem vários fatores, além de genéticos e fenotípicos, que interferem nesta característica de uma matriz. Para ele, as condições de manejo envolvem alimentação suficiente e de boa qualidade, mineralização, calendário profilático de vermifugação, vacinação e medicações são necessárias para propiciar a esta matriz condições ao bom desempenho de suas características de produção de leite. “Tetos afuncionais, idade avançada levam diretamente à diminuição da produção de leite. Matrizes com tetas grandes e grossas, temperamento bravio e baixa produção de leite também são fatores altamente desfavoráveis na avaliação da habilidade materna”, completa.

A idade do primeiro parto não é relevante na avaliação, desde que o animal tenha condições de desenvolvimento e estrutura corporal satisfatórios, acompanhado dos fatores já citados, “pois quando uma matriz tem boa habilidade materna, esta característica já se expressa desde a primeira cria’’.

Segundo Luiz Antonio Xavier Porto, criador de Nelore mocho e proprietário da Fazenda do Pingado, um dos itens principais em uma avaliação na produção de uma vaca é a parição.  “Nela avaliamos a habilidade materna da vaca, ou seja, a proteção que ela dá ao seu bezerro, lambendo-o para ativar a circulação e o começo de sua produção de leite. Além de facilitar a primeira mamada este deverá ativar o intestino ou rúmem”, acrescenta.

Porto afirma que no começo surgiam alguns problemas, o que fez iniciar a estratégia de dar assistência no momento do primeiro parto. Já na segunda etapa, avalia-se a performance alimentar e o ganho de peso do bezerro. O especialista Eduardo ainda pondera que a avaliação da habilidade materna tem grande valor no trabalho de seleção de um rebanho, pois permite o descarte das matrizes classificadas como inferiores, a fim de aumentar a produção de animais geneticamente melhorados na sua eficiência para a produção de carne.

Ele também afirma a importância de se entender como se dá a avaliação e quais os fatores que a influenciam, diferenciando “a habilidade materna como a capacidade de criar o filho nas melhores condições e a habilidade maternal é a eficiência reprodutiva da matriz”.